21 julho 2007

Fotos Novas !


Willam D.

Ponte da Capunga, Recife - PE

15 comentários:

Juli disse...

Essas fotos tão show de bola!! Parabéns!!

Ah, que legal que a amiga de vcs gostou do blog, diz pra ela me mandar um email pra "trocarmos figurinhas"...é sempre bom conversar com outras grávidas hehe!

bjo procês!

david santos disse...

Estou solidário com o povo brasileiro neste momento tão TRÁGICO. A vida só nos permite dois termos: a felicidade ou a infelicidade. Desta vez, quem mandou foi a segunda. Que a vida continue feliz para os que ficam.

David Santos

Amigos do Parque disse...

Amigo,


Se der visite o blog dos Amigos do Parque de Boa Viagem para dar uma força. Produzimos um vídeo em resposta ao que o prefeito gastou um milhão para fazer.

Um abraço

emilia disse...

Lindo, eu já tinha ouvido falar nesse tipo de fotografia, mas não sabia do resultado da imagem.

Vou voltar sempre por aqui, viu?

Qual a faculdade de vcs?

;)

Fredson Neves Aguiar disse...

Também gostei do material de vcs!

Adoro essas extremas possibilidades que se constroem para que uma fot não seja apenas uma foto - mais que isso, as técnicas utilizadas nestes preto e brancos estilizados e os negativos e os outros efeitos dão um ar misterioso a cada lance fotografado!

Não sei porque, mas me senti com a grata sensação de um Rio Antigo passando - nestas fotos do Lata - por meus olhos.

Sem, necessariamente, ter de justificar o grau de comparação com o Rio, ou mesmo que estamos distantes geograficamente (pois moro no Tocantins), posso dizer que também me lembra - essa Recife fotografada por vcs - muito do que já dizia o Augusto dos Anjos logo no começo de "Cismas do Destino" -

"As cismas do Destino"

(Trecho)


I

Recife. Ponte Buarque de Macedo.
Eu, indo em direção à casa do Agra,
Assombrado com a minha sombra magra,
Pensava no Destino, e tinha medo!


Na austera abóbada alta o fósforo alvo
Das estrelas luzia... O calçamento
Sáxeo, de asfalto rijo, atro e vidrento,
Copiava a polidez de um crânio calvo.


Lembro-me bem. A ponte era comprida,
E a minha sombra enorme enchia a ponte,
Como uma pele de rinoceronte
Estendida por toda a minha vida!


A noite fecundava o ovo dos vícios
Animais. Do carvão da treva imensa
Caía um ar danado de doença
Sobre a cara geral dos edifícios!


Tal uma horda feroz de cães famintos,
Atravessando uma estação deserta,
Uivava dentro do eu, com a boca aberta,
A matilha espantada dos instintos!


Era como se, na alma da cidade,
Profundamente lúbrica e revolta,
Mostrando as carnes, uma besta solta
Soltasse o berro da animalidade.

_______________


Enfim, gostei do material do blog e adicionei como link no meu blog "O Rabo da Porca".

Vou divulgar o trabalho de vcs 2!!


Abraços.



Fredson Aguiar
http://orabodaporca.blogspot.com

Papoila disse...

Obrigada pela visita ao meu campo.
Adorei a vossa lata....mágica mesmo!

Beijos
BF

Saramar disse...

Olá, queridos.
Sonho cum uma viagem a Recife, para conhecê-los e o trabalho de vocês, ao vivo.
Lindas, lindas fotos, como sempre.

beijos
P.S. Como está o irmão de Odilene? Espero que já esteja recuperado.

Mini contos - Sílvio disse...

Amigos da Lata!

Que bom vê-los novamente em meu blog.

Suas fotos estão cada vez melhores! quando será que teremos uma mostra em Porto Alegre?

Um abraço

Sílvio

Claudia Perotti disse...

Uauuuuuuu
Vim retribuir a visita e deparei-me com muita beleza!
Que imagensssss!

Adorei!

Beijinhosss

impulsos disse...

Olá!

Muito obrigada pela visita ao meu cantinho.

Tens aqui muito boas fotos!

Aquela da igreja mostra em como os nossos países são irmãos... por aqui encontrarias muitas semelhantes a essa!

Um beijo

Rafael Velasquez disse...

rio, pontes e overdrives!

um dia de sol recife acordou com a mesma fedentina do dia anterior!!!

Chico Science.

beijo.

Vívian disse...

Que maravilha de foto..

Amei viu...

Obrigada pela visita e estou maravilhada com as diversas formar de mostrar o nosso Recife..

Abraço!

Luiz Carlos Reis disse...

Olá amigos do Lata Mágica,

Obrigado mais uma vez por tuas visitas ao Oficina! Aquí tens uma verdadeira oficina de cultura, de imagens e ensaios de uma terra maravilhosa.
Um abraço carinhoso!

Olegária disse...

Você já conheceu Olegária?
Não está perdendo nada, bolas!

Fátima disse...

Fico feliz, Odilene, por saber que seu irmão está melhor.
Essa dupla está cada vez melhor principalmente depois que resolveram mostrar positivo e negativo. Acredito em parcerias.
Parabéns!
Abraços.